Não quero ir para longe de ti

Os dias passam e o dia em que vou ter de deixar a minha cidade do coração está cada vez mais perto. Dói-me a alma só de pensar. 

Tenho pensado muito nisto e trago comigo, todos os dias, uma dor pequenina que teima em crescer. Porque não quero sair de lá. Porque aquela é a cidade que representa muito da minha vida e, como se tudo isto não bastasse, aquela é a cidade da nossa história.

Foi lá que tudo começou e foi lá que vivi momentos inesquecíveis. Contigo, meu campeão.

Mesmo sabendo que a nossa história já há dois meses chegou ao fim, pensar que vou deixar aquela cidade é pensar que te vou deixar. E é isso que me custa. É isso que me dói, todos os dias mais um bocadinho.

Podemos já não estar juntos mas estamos perto. E para quem ama estar perto é tudo o que se quer quando já não se pode pedir mais nada. Sei que não te posso ter mas quero com todas as forças continuar a ver o brilho desses teus olhos verdes.

Quero poder pensar que estás ali, a poucos metros e que se alguma coisa acontecer e precisares de mim bastam dois minutos e estou ao teu lado.

Sei que é uma visão utópica, mas também sei que é amor. É amor isto que sinto e que me faz continuar a querer cuidar de ti. É amor isto que sinto e que não me deixa sair do sítio onde te conheci.

Tu seguiste com a tua vida e eu já sabia disso. Mas ver-te com ela partiu-me o coração. Ver-te com ela dois dias depois de eu ter tentado recomeçar a nossa história foi a pior forma de me responderes.

Não sei se gostas verdadeiramente dela e se esqueceste tudo o que vivemos mas se há coisa que sei é que não fizeste por mal. Apesar de teres seguido com a tua vida continuaste a tentar proteger-me e nem imaginas o valor que eu dou a isso. Mas há coisas que não se conseguem evitar. E nessa noite, quando estavas com ela, eu estava ali. De coração partido, mas continuava ali. 

Tu viste-me e eu vi que a tua reação imediata foi afastares-te dela e aproximares-te daqueles que sei que são os teus amigos. Porque sabias o quanto me estava a custar ver que era a ela que abraçavas. Não tinhas que o fazer. Mas fizeste e eu amo-te ainda mais por isso. Porque sei que mesmo depois do ponto final definitivo na nossa história continuas a ser tudo aquilo que me fez apaixonar por ti. Apesar de tudo, mesmo não estando comigo, foste tu quem mais me ajudou naquele momento.

Sei que não há volta a dar. E, mesmo que tenha dúvidas se gostas da pessoa que tens ao teu lado, sei que é com ela que estás. Mas mesmo assim custa-me saber que vou deixar de te ver.

Não quero sair daquela cidade por nada deste mundo. Não quero sequer admitir a possibilidade de não te voltar a ver.

E aquela cidade foi o nosso cantinho. O cantinho onde me fizeste mais do que feliz, meu Campeão.

Não quero sair de lá. Não quero ir para longe de ti. 

Não quero ir para longe desses olhos verdes.

Meu Campeão.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s